Bright Innocence

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

A arte de... odiar?

Fala sério!

Quem nunca detectou o sentimento ódio e/ou raiva dentro do peito? daquelas que o sangue sobe e a gente explode, na hora que tal situação acontece ou bem depois, quando explodimos toda a raiva reprimida.
É aquele carinha que não te liga, não te procura quando você precisa, apenas quando ele precisa. É a sua relação com sua mãe que está aos extremos -ela nunca te deixa fazer nada do que você sente vontade. É o seu namorado, ele não te da atenção e todas ás vezes que você tenta "discutir as melhorias da relação" ele te diz que está cansado demais e que você deveria relaxar. É o seu emprego, ruim com ele -você pode odiar sua profissão- e pior sem ele.
Ás vezes é difícil manter o equilibrio, certas fases da vida são como os eletro-elétronicos, quebram um atrás do outro e nessas horas o que fazer?
A. Você pode se descabelar, desesperar e gritar. Nenhuma dessas opções resolvem nada. nada da situação. o máximo que você pode conseguir com isso, é ficar rouca e ser chamada de louca pelas pessoas mais próximas.
B. Se trancar num quarto e pensar numa alternativa para a situação, rezar, pedir Luz, aquela famosa ajudinha de Deus que sempre lembramos quando estamos numa situação ruim. Não é garantido, até Deus precisa da nossa boa vontade, afinal, é da nossa vida que estamos falando.
C. Deixar rolar. Você já passou por vários momentos difíceis e conseguiu se reerguer e sair bem na foto, por que seria diferente agora? Porque sempre achamos que a situação que estamos vivendo é bem mais difícil que a situação que já passou.
D. Sair, e se distrair. conselho: só saia se realmente quiser fazer do seu dia o melhor possível -concertá-lo na verdade- nada de sair e ser aquela companhia chata e melodrámatica.
E. Culpar todas as pessoas a sua volta por tudo o que deu -ou ainda está- dando errado em sua vida. É uma das piores alternativas, no final, as pessoas ficaram magoadas com você e você se arrependerá do que disse.
Moral da história (ou quase isso): o ser humano senti raiva, ódio e mais outros diversos sentimentos negativos, a diferença de um ser humano para outro se da apenas em como lidamos com a situação, a única certeza que temos é que estes sentimentos passam, e logo mais o seu também vai passar.
Enquanto isso...
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Marcadores: , ,

2 Comentários:

Blogger giulia s. farias disse...

Realmente, todo mundo sente raiva. Geralmente, quando a raiva é muito grande, eu choro. KKK Beijo :D

21 de janeiro de 2011 23:11  
Blogger Sabrynah ♥ disse...

Gosto muito do seu blog e das suas postagens!
Parabéns *-*
giulia eu tbm choro kkk

8 de fevereiro de 2011 13:49  

Postar um comentário

Oi, espero que tenha gostado do Blog, agradeço sua visita e/ou seu comentário, beijos.

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial