Bright Innocence

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Era um caderno amassado...

Era um caderno amassado. Canetas sem tampa, quase sem cor. Falta de talento, ou reconhecer algum. Desespero, junto a calmaria. Havia cansado de si mesma, de certa forma. Até para se questionar estava sem forças. Se repaginar, e fixar seus olhos naquele pedaço de papel. Encarando-o, esperando por alguma reação. Perigoso esse jogo de brincar com sentimentos, por sentimentos. Que talento é esse, que o mundo não descobriu, que a família não aplaudiu e você não conseguiu ? Era uma vez, um caderno rabiscado.

Marcadores:

2 Comentários:

Blogger Fernanda disse...

Concordo, concordo plenamente ;D Respeitar as diferenças é tipo, essencial... E ignorar os que não fazem isso é um bom remédio, haha. Você começou o blog a pouco, né? Rs, eu também (: Já tive outros... Mas esse que estou usando só fiz ontem haha Adorei aqui! Bjs :*

16 de outubro de 2009 13:40  
Blogger nati colchoc disse...

não é verdade? só ignorando é que da pra gente viver em paz, sem paranóias e cheios de complexo. hahaha! comecei a pouco também,tive outros mas sempre exclui, esse eu vou manter *-* Bjs.

17 de outubro de 2009 13:00  

Postar um comentário

Oi, espero que tenha gostado do Blog, agradeço sua visita e/ou seu comentário, beijos.

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial